Fotógrafos de Frida Kahlo: Nickolas Muray

por Sergio Antonio Ulber em 10 de agosto de 2012

Com mais de 40 anos de carreira, Nickolas Muray (1892-1965) se tornou um fotógrafo que permaneceu na vanguarda de sua profissão. Como fotógrafo, ficou reconhecido pelos retratos de celebridades do século XX, como Greta Garbo e Charlie Chaplin, inclusive envolveu-se romanticamente com uma das que muito fotografou e que dá título a esta série: a mexicana Frida Kahlo.

Nickolas Muray e Frida Kahlo / 1939. Foto: Nickolas Muray. 

Nascido na Hungria, foi para a América com 21 anos de idade, dominando apenas 50 palavras em inglês e portando um Certificado Internacional de Calcógrafo, conquistado em Berlim, Alemanha, quando fez um curso de três anos sobre fotogravura colorida. Se estruturou em Nova York e logo começou a prestar seus serviços no Brooklyn, onde realizava impressões a cores. Quatro anos depois de chegar nos Estado Unidos, fazia separação de cores em negativos para a revista Vanity Fair, trabalhando como técnico em cor e também com calcografia. Dedicava seu tempo livre ao estudo da fotografia, praticava em um estúdio que divida com outras pessoas, em Greenwich Village.

Construiu sua reputação de fotógrafo da noite para o dia, graças a um retrato que fez da atriz Florence Reed para o Harper’s Bazaar (1920). Logo foi procurado por Edward Bernays, gerente de relações públicas, para fazer retratos de seus clientes. Largou o outro emprego (que já era secundário) e decidiu especializar-se em fotografia de retratos, tanto que, em mais ou menos dez anos, fez mais de 10 mil retratos de celebridades do ramo artístico e político, desenvolvendo um um estilo envolvente e influente. Em 1926, foi enviado para a Europa pela Vanity Fair para fotografar o artista Claude Monet e o escritor George Bernard Shaw. Muray criou muitas imagens icônicas para seus clientes através de trabalhos publicitários, como, por exemplo, para a marca de cigarros Lucky Strike.

Lucky Strike, Girl in red / 1936. Foto: Nicolas Muray. 

 No ano de 1930 foi contratado por Cyrus H. K. Curtis, editor do Ladies Home Journal, no qual, em 1931, publicou a primeira fotografia publicitária colorida veiculada em uma revista norte-americana. Surgiram, então, contratos e capas para Vogue, McCalls, TIME, Dell, entre outras. Foi por esta época que Muray conheceu Frida Kahlo. Os dois se envolveram em um relacionamento instável que teve início depois do divórcio de Muray com sua segunda esposa (1931) e logo após o casamento de Frida com Diego Rivera. A relação durou cerca de dez anos.

Durante a maior parte do relacionamento Frida esteve casada com Diego, que também tinha seus casos e fama de mulherengo. Quando se divorciaram, em 1939, Muray teve esperança de se casar com ela, mas a esperança morreu quando Frida se casou novamente com Diego Rivera, um ano após a separação. Apesar de sua decepção, ele manteve sua amizade com Frida Kahlo e fez muitos retratos dela, inclusive no hospital, enquanto esteve internada.  Boa parte das fotografias que compõem o capítulo O corpo dilacerado, do livro Frida Kahlo: Suas Fotos, são de autoria de Muray. Foram amigos até o dia em que ela faleceu devido a uma embolia pulmonar, aos 47 anos, em 1954. Algumas das fotografias de Frida Kahlo publicadas aqui estão disponíveis no site oficial de Nickolas Muray e foram feitas durante a relação amorosa dos dois, conforme mencionado na página.

Muray foi membro da alta sociedade norte-americana e não apenas como fotógrafo, pois representou os Estados Unidos nas Olimpíadas de 1928 e 1932 como esgrimista! Ficou em quarto lugar na de 1932. Foi praticante deste esporte até o último dia de sua vida (literalmente), quando morreu de ataque cardíaco, com 73 anos, durante uma disputa realizada em Nova York.

Nickolas Muray com seu uniforme de esgrima / 1928. Foto: Edward Steichen. 

Fria Kahlo and Diego Rivera in San Agel / 1940. Foto: Nickolas Muray. 

Frida Kahlo in New York / anos 30. Foto: Nickolas Muray.

Frida on bench / 1938. Foto: Nickolas Muray.

Frida in pink and green dress / anos 30. Foto: Nickolas Muray. 

Frida Kahlo / anos 30. Foto: Nickolas Muray. 

Frida in blue dress / anos 30. Foto: Nickolas Muray. 

Frida with pet fawn Granizo / 1940. Foto: Nickolas Muray. 

Frida in traction / 1940. Foto: Nickolas Muray. 

Frida Kahlo, New York / 1940. Foto: Nickolas Muray. 

Claude Monet / 1926. Foto: Nickolas Muray

Greta Garbo / cerca de 1929. Foto: Nickolas Muray.  

Camel cigarretes, Girl in pool / 1936. Foto: Nickolas Muray.

Fonte 1 / 2 /3

-

MAIS: 

Apresentação da série

Fotógrafos de Frida Kahlo: Imogen Cunningham

Fotógrafos de Frida Kahlo: Bernard Silberstein

Fotógrafos de Frida Kahlo: Lucienne Bloch

Fotógrafos de Frida Kahlo: Lola Alvarez Bravo

Fotógrafos de Frida Kahlo: Gisèle Freund

Fotógrafos de Frida Kahlo: Edward Weston

Fotógrafos de Frida Kahlo: Manuel Álvarez Bravo

Fotógrafos de Frida Kahlo: Guillermo Kahlo

-

O livro Frida Kahlo: Suas Fotos (Frida Kahlo: Sus Fotos), lançado em 2010, no Brasil, pela Cosac Naify, traz parte de um acervo inédito que mostra Frida quando menina, seu estúdio, uma série de autorretratos de seu pai, o encontro com Rivera, seu círculo cosmopolita de amigos e a intimidade com diversos personagens. Utilizando como base este livro, criamos a série “Fotógrafos de Frida Kahlo”.

Compartilhe:

autor do post

Sergio Antonio Ulber

Integra o conselho editorial da Foto Grafia, é responsável pelo blog e pela redação da revista e sócio da LAPIS Comunicação e Cultura. Formado em Design Gráfico pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), atualmente é aluno do curso de Pós-Graduação em Fotografia na mesma instituição.

Deixe uma resposta

NEWSLETTER

Cadastrando seu e-mail você fica por dentro das novidades que envolvem a revista Foto Grafia e os principais destaques da cena fotográfica. A periodicidade de envio é moderada.