Thomas Barrow

por Suelen Figueiredo

 

Thomas Barrow é ex professor de Fotografia da Universidade do Novo México e possui fotografias próprias em exposições permanentes como a George Eastman House, Museu de Arte de Los Angeles, Musei de Arte Fotográfica, Centro de Fotografia Criativa da Universidade do Arizona, além de bibliotecas e arquivos históricos privados e públicos. Um de seus mais recentes trabalhos é a curadoria do livro de fotografias Novo México, publicado em 2008.

Barrow sempre esteve à frente da geração de fotógrafos que surgiram durante a contracultura dos anos sessenta. Abandonando a fotografia tradicional, a câmera em suas mãos se transforma em uma ferramenta libertadora e experimental que incorpora a mídia com textos, fotogramas e também negativos.

 ”Eu quero modificar a fotografia. Quero que ela passe do transparente, da “janela-do-mundo” que tem sido motivo principal da fotografia desde a sua invenção, a um objeto físico, que seja observado por sua própria presença e não por ser uma imagem que representa determinada coisa.” Trecho de uma carta escrita por Thomas Barrow para Van Deren Coke em maio de 1984.

-

nov 23, 2011Blog - -

Deixe uma resposta