Vivan los Muertos

por Vitor Ebel em 24 de maio de 2012

Adrián Markis, fotógrafo argentino, produz ensaio fotográfico inspirado nos mortos. Aborda o tema com certo humor e ironia, um bom caminho para tratar um assunto tão delicado como a morte. O fotógrafo recria situações e pequenos gestos comuns do cotidiano para dar vida aos personagens, como se a morte fosse continuação de tudo o que vivemos. O tema, além de subjetivo, é muito difícil de ser discutido, mas abordá-lo em um ensaio fotográfico é uma maneira de nos fazer refletir a respeito.

O método de trabalho do fotógrafo foi a fotomontagem. Fotografa os esqueletos em estúdio e compõe a imagem com fotografias que ele registrou em cemitérios da Argentina e Uruguai, um projeto desenvolvido em cerca de três anos. Adrián Markis vive e trabalha em Buenos Aires, onde tem seu próprio estúdio de fotografia publicitária. Em projetos autorias o fotógrafo gosta de abordar temas com uma linguagem surreal que traduzem seu próprio mundo.

“Há tantos que vivem mortos por dentro e tantos que ainda mortos vivem dentro de nós…”

adrianmarkis.com.ar

 

Compartilhe:

autor do post

Vitor Ebel

Fotógrafo e estudante da Pós-Graduação em Fotografia da Univali, é colaborador do blog da revista Foto Grafia. Escreve sobre fotógrafos, ensaios e séries fotográficas nos mais diversos temas e assuntos, com a intenção de vagar pelo amplo universo da produção fotográfica a serviço da comunicação.

Uma resposta para “Vivan los Muertos”

  1. Jacia Kanarski disse:

    super criativo! fotos que retratam uma coisa “ruim” de um jeito humorado em atividades do cotidiano!

Deixe uma resposta

NEWSLETTER

Cadastrando seu e-mail você fica por dentro das novidades que envolvem a revista Foto Grafia e os principais destaques da cena fotográfica. A periodicidade de envio é moderada.